Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Bom dia, Sábado, 18 de Novembro de 2017
Untitled Document
Grupo Ação Jovem marca presença em eventos pela garantia de direitos da criança e adolescente
04/06/2013

Grupo Ação Jovem marca presença em eventos pela garantia de direitos da criança e adolescente

Os adolescentes do Grupo Ação Jovem estiveram presentes na Audiência Pública do último dia 21 de maio na Câmara Municipal sobre violência nas escolas, no lançamento da Rede Protetiva da Infância no dia 27 de maio e no Work Shop para estudos e Reflexões sobre “Violência, abuso e Exploração Sexual de crianças e adolescentes” ocorrido no dia 29 de maio no anfiteatro da UNIFAFIBE.

Composto por 16 adolescentes de 11 a 14 anos, o Grupo faz parte de um projeto do Programa de Apoio sócio Educativo que visa incentivar e oferecer um espaço para a prática do protagonismo infanto juvenil. Conduzido pela educadora social Tatiana Bizinelli, reúne-se duas vezes por semana após o horário de atividades diárias, para levantar problemáticas, discutir ideias, propor soluções e estudar temáticas relacionadas à política de garantia de direitos da criança e do adolescente.

Em cada evento os adolescentes puderam tirar dúvidas, expor opiniões e propor ideias. No último, apresentaram  o texto  “A ditadura do Silêncio” que foi elaborado coletivamente na atividade de formação cidadã quando tratavam da temática do Abuso Sexual Infantil.

 

A DITADURA DO SILÊNCIO

A verdadeira democracia foi conquistada com muita luta, suor e determinação. Jovens lutaram, batalharam para que fosse exercida a democracia. Hoje somos iguais, com os mesmos direitos e deveres, temos o poder, só que não! A ditadura ainda existe, não aquela militar, mas sim a ditadura do silêncio.

É o medo que consome as vítimas de todos os tipos de violência, ameaças constantes, vergonha da situação. É a falta de conhecimento que faz com que as pessoas aplaudam as mídias televisivas que mostram conteúdos violentos e com fortes apelos sexuais, maravilha, não é? É a ditadura da falta de cultura que faz com que as pessoas ouçam coisas, que não podemos chamar de música, as quais apelam ainda mais para o sexo e a violência, seria necessário a volta da censura? Espere! Estamos aqui contra a ditadura.

O fato é que o jovem de ontem é o presente de hoje. E o jovem de hoje? E as nossas crianças? Além de receberem a educação adequada, elas têm de ter a consciência, ou melhor, o retorno da consciência de se educarem para garantir um bom futuro à nossa pátria amada Brasil! Nesse sentido, a auto proteção tem de ser estabelecida, a ditadura do silêncio deve ser quebrada entre os 
© Copyright - Educandário Santo Antonio - Bebedouro/SP 2017