Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Boa noite, Segunda, 25 de Setembro de 2017
Untitled Document
Familiares de assistidos pelo CAPS reclamam de atendimento
06/09/2013

Familiares de assistidos pelo CAPS reclamam de atendimento

 

Por:  ASSESSORIA DE IMPRENSA da Câmara Municipal de Bebedouro

 

Um grupo de familiares de assistidos pelo Centro de Atenção Psicossocial de Bebedouro (CAPS) esteve na Câmara, nesta segunda-feira (2), e, em contato direto com os vereadores, reclamou da falta de profissionais na unidade, o que tem prejudicado os tratamentos dos pacientes.

 

O CAPS atende pacientes com transtornos mentais, visando o resgate da cidadania e a ressocialização e interação do paciente com transtorno mental, junto à família e à sociedade. Funciona em prédio anexo ao Hospital Júlia Pinto
Caldeira, com atendimento 24 horas. O CAPS adulto atende pacientes a
partir dos 18 anos, sem idade limite.

 

Pessoas ouvidas pelo vereador Engenheiro Nasser (PV), todas integrantes do Programa Famílias em Açãodesenvolvido no Educandário Santo Antônio pelas assistentes sociais Nathália Carrer de Almeida e Vanessa Pereira, declararam que faltam medicamentos e que já não podem contar com um psiquiatra infantil nem psicólogo.

 

Todas querem providências urgentes, sob pena dos tratamentos serem totalmente prejudicados. O assunto já foi discutido em audiência pública. Para a assistente social Nathália, um direito ao tratamento digno e ininterrupto está sendo violado. Segundo os familiares, nem ambulatório há no CAPS.

 

Além de Nasser, eles também conversaram com Juliano César Rodrigues (PMDB) e Luiz Carlos de Freitas (PT). Os vereadores garantiram empenho para que os problemas mencionados sejam resolvidos. Uma reunião irá acontecer no Educandário no dia 11 para discutir o problema.

 

Na tribuna da Câmara, na sessão desta segunda-feira (2), a vereadora Sebastiana Camargo (DEM) enalteceu os objetivos do programa Famílias em Ação ao representar um claro exercício da cidadania. Ela também colocou o seu mandato à disposição dos seus membros, garantindo que providências já estão sendo tomadas. “A base de tudo é a família”, comentou a vereadora ao destacar a importância do tratamento.

 

Juliano César afirmou que não há má vontade da Administração Municipal em contratar profissionais para o CAPS, principalmente para atender as crianças. O problema, segundo o vereador, é que a Prefeitura não tem encontrado profissionais disponíveis. Quanto à falta de psicólogos, Juliano informou que o concurso público que está sendo preparado irá prever a contratação deles.

 

Dr. Tiago Bosco de Souza Elias (PC do B) acrescentou que o município tem encontrado dificuldades para bancar psiquiatras, sobretudo para o atendimento infantil.

 

© Copyright - Educandário Santo Antonio - Bebedouro/SP 2017